25 de jan de 2011

A ansiedade

Estou ciente que a culpa não é minha! Mais não sei como fazer essa culpa sair de mim, sinto taquecardia, dormencia no braço, como se estivesse preste a dar um ataque cardiaco...
Li algumas coisas sobre o que sinto, me parece que a falta de inteligência emocional, como fazer para adiquirir essa tão sonhada paz de espirito e coração.
Sinto como se eu fosse uma fantoche na mão das pessoas, a pessoa que mais manipula os meus sentimentos eu a chamo de Mãe, constantemente não a vejo como tal, vejo nela uma pessoa fraca de sentimentos, sem palavras doceis, que me procura apenas para reclamar da vida e das pessoas a sua volta. Deus que me perdoe, mais ela não é essa pessoa fraca que se apresenta, ela usa todo seu teatro para eu fazer todas as suas vontades, como se ela fosse minha dona ou coisa parecida. Sinto me em um carcere privado quando apronta das suas, e me procura para pedir desculpas falsas, que me deixam raivosa e mal humorada, e so prejudicam! Quero me livrar desse sentimento ridiculo, quero ser dona do meus sentimentos como sou dona dos meus atos.
Como fazer para conseguir tirar esse sentimento de culpa!?!

30 de nov de 2010

VoCê

Hoje ao acordar, senti sua falta,
senti que minha vida, já não era a mesma.
Sem você aqui, nada pode estar por inteiro,
sempre me faltará um pedaço,
sempre me faltará o seus olhos, vigiando o meu dia.
O seu sorriso, refletindo o meu sorrir.
A sua calma, ninando a minha loucura.
O seu carinho, saciando os meus desejos.
A sua presença, completando tudo em mim.
Senti que sem você, eu não posso ficar,
que não conseguiria seguir a vida sem tê-lo ao meu lado.
Você entrou no meu caminho de forma tão repentina,
e em tão pouco tempo, entrou por inteiro...
Mudando tudo,
me devolvendo um felicidade há muito tempo perdida.
Movimentando um lado meu que eu já nem percebia,
o meu lado sonhador e de sentir esperança na vida.
Você conseguiu transformar tudo.
em silêncio, sem nada pedir, sem avisar,
sem medo da minha recusa.
Se instalou em meu coração de uma forma serena,
e quando percebi, já estava te amando.
Senti saudades de você ao acordar,
e esta saudade se arrastou o dia todo,
e por mais que eu tenha tentado,
você não me saiu do pensamento.
Estar te amando assim é bom demais,
não quero deixar de sentir tudo isso,
não vou mais fugir deste sentimento.
Não quero,
não posso,
não preciso fugir mais deste amor,
porque é muito bom,
porque me faz sorrir,
porque me devolve a vida a cada manhã,
porque é tudo o que eu procurei por tanto tempo...
(Vilma Galvão)

 
© 2007 Template feito por Templates para Você